Apesar de muitas vezes não parecer, o golf exige bastante do corpo de seus praticantes, sua natureza assimétrica e repetitiva, e a falta de aquecimento dos atletas antes da prática, podem causar lesões. O golf é o 6º esporte com o maior número de lesões, destas 80% são causadas por excesso de uso, chamado de overuse, e a maioria delas ocorre no punho, cotovelo ou ombro.

As principais lesões de coluna no golf são a fraqueza muscular combinada com biomecânica errada durante o swing, que é o movimento de rotação do tronco, muito repetido por seus praticantes. Este movimento é de extrema importância para os bons resultados neste esporte, com a base estável e a flexibilidade do tronco é possível que o jogador trabalhe com maior amplitude de movimento, fazendo com que o taco alcance uma altura maior e aumente a potência na tacada.

O golf é praticado tanto por amadores quanto profissionais, isto muda a forma como as lesões ocorrem. Os jogadores profissionais sofrem em média mais lesões na coluna do que os amadores devido à sua biomecânica ser melhor e mais eficiente, exigindo menos força na torção do tronco. Porém eles apresentam mais lesões por estresse nas articulações e microlesões nos músculos provocado pela repetição. Já os jogadores amadores apresentam um swing defeituoso, provocando uma carga maior na torção de coluna, a região mais afetada nos amadores são os cotovelos, seguida da coluna e ombros.

O pilates sendo uma atividade que trabalha o fortalecimento da musculatura profunda, consciência corporal e flexibilidade, com o risco de lesão reduzido, pode ser utilizado como treinamento para os praticantes de golf, ele promove, dentre outras coisas:

1-     Fortalecimento dos músculos superiores e inferiores; o braço, ante-braço, punho e mão são essenciais para uma pegada mais correta, já os membros inferiores fortalecidos protegem a sobrecarga nas articulações.

2-     Prevenção de lesões e compensação do movimento.

3-     Aumento da flexibilidade, ampliando o movimento do back swing.

4-     Aumento da amplitude do movimento do swing, aumentando consequentemente a potência da tacada.

5-     Fortalecimento dos músculos que formam o “CORE” ou centro, principalmente o transverso abdominal, formam uma proteção ao redor da coluna evitando lesões. Ajudam na estabilização da coluna durante o movimento do swig.

Nossa aluna Jaqueline Penteado, retornou ao golf faz pouco tempo, mesmo assim já começou a sentir os bons resultados por ter o pilates como aliado à sua preparação para o golf:

 

“ Hoje consigo sustentar mais o meu movimento, consigo atingir uma amplitude um pouco maior e tenho  movimentos mais estáveis. Senti diferença no abdômen, porque no golf, esta região é pouco lembrada e no movimento do swing, para mantermos o eixo é necessário ter força abdominal. Depois de um problema de saúde, o pilates está me ajudando à voltar para o golf, agora consigo jogar sem dores. Hoje o pilates é o meu fator de motivação para praticar o golf.”

Você que é praticante de golf não se renda às dores e venha praticar pilates!

Fontes:

http://www.golfepilates.com/Old/Home.html

http://www.golfeamador.com.br/pg_dinamica/bin/pg_dinamica.php?id_pag=909

http://www.revistapilates.com.br/2009/02/13/golfe-e-pilates-swing-perfeito-para-uma-coluna-saudavel/

 

 

Andréia Velasco

Comunicação Wellness Pilates

Open chat
1
Olá! 👋
Fique a vontade se quiser entrar em contato por aqui!
Como podemos te ajudar?😊